Os dados dizem tudo

Com tempos cronometrados nos milésimos de segundos e desafiando os recordes mundiais e olímpicos, os Jogos Olímpicos são uma fonte maravilhosa para estatísticas, fatos e estimativas de todos os tipos. As Olimpíadas são um momento único, um evento global bastante presente e do mais alto nível que deixa as pessoas muito curiosas em relação a dados, análises, medidas, recordes mundiais e muitos outros.

 

Os dados e as análises podem fornecer resultados relevantes e, às vezes, surpreendentes por ângulos diversos. Com base nisso, podemos considerar uma variedade de tabelas "alternativas" sobre os Jogos Olímpicos que trazem diferentes insights. Por exemplo: enquanto o quadro de medalhas conquistadas em todos os Jogos é inevitavelmente dominada por países com vasta população (EUA, Rússia, China), uma estatística interessante concerne as maiores nações Olímpicas por população, ou seja, aquelas que causaram um impacto nos quadros de medalhas mesmo sendo relativamente pequenas.

 

Se analisarmos as medalhas olímpicas conquistadas por milhão de pessoas nas últimas Olimpíadas de Londres, em 2012, veremos que Jamaica, Trinidad e Tobago e Bahamas ficaram entre os cinco melhores países, juntamente com a Nova Zelândia, que levou 13 medalhas e conta com uma população em torno de 4 milhões. Mas o grande vencedor, se formos analisar os dados através dessa lente em particular, foi Granadacom 1 medalha de ouro para um país com população de pouco mais de 100 mil.

 

Kirani James venceu os 400 m do Atletismo na Olimpíada de Londres, em 2012, com 43,94 segundos, conquistando a primeira medalha Olímpica de Granada. Os 400 m costumavam ser dominados pelos corredores americanos, mas nos últimos anos tornou-se um verdadeiro evento global: juntas, as ilhas do Caribe já deram um show de desempenho nos eventos de corrida.

 

Dados não existem para serem guardados em um container. Gostam de poder abrir as asas e alçar voos. A informação é poderosa, e insights são a chave. Para empresas do mundo todo, essa afirmação tem extrema importância para se extrair valores dos próprios dados, evocando insights praticáveis e uma diferenciação competitiva sustentável.

Rio 2016 newsletter

 

If you would like to receive more stories like this, please subscribe to our Olympic Games newsletter

 

         

 

Related resources

 

Whitepaper

 

7 Golden Rules for Success >>

Get practical insight into making data analytics initiatives a success: discover seven essential considerations from seven Atos analytics specialists.

 

IDC case study

 

Ascent Journey 2018: The 3rd Digital Revolution - Agility and Fragility

IDC Digital transformation for the Olympic Games case study  >>

Digital Transformation for the Olympic Games: IOC Changes IT Infrastructure Strategy to "Build Once, Use Many Times"

Reference Brochure

 

Digital Empowerment for the Olympic Games >>

The IOC and Atos embrace digital transformation and see step changes in how disruptive technologies address emerging challenges and make a major impact.

Related information

 

What we can do for you

The legacy of our work for the Games can go further with additional all-round IT expertise to help our customers on their digital journey to success

 

Analytics and Complex Data

The more connected each Games become the more complex and unique data will be generated. We deliver results data more than 4 billion viewers in just a 0.5 second lead time.

Our partnership with the IOC

For the International Olympic Committee we have earning its trust as a consistent, reliable IT partner delivering flawless and innovative IT services on time and within budget.

 

O website da Atos utiliza cookies. Ao continuar a navegar neste website, concorda com a utilização de cookies para medir e compreender a forma como as
nossas páginas são vistas e melhorar a forma como o nosso site funciona. Se não concordar, poderá optar por desativar os cookies no seu navegador, tal como
referido na nossa Política de Privacidade
Aceitar cookies Mais Informação